Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
positivosim@gmail.com Sou um cara normal, que contraiu o HIV em uma relação homossexual monogâmica (ao menos da minha parte). O resto vai ser postado aqui nesse blog...
Google
 

domingo, 10 de maio de 2009

Voltas na VIDA!

Fico pensando como as coisas podem ser lidas de forma tão diferentes Respondi a alguns e-mails hoje de pessoas que estavam um pouco nervosas com o fato de serem soropositivas, de se descobrirem assim, medos de tratamentos, enfim problemas diversos.

Como já disse antes, não tive muito medo. Confesso que sou bastante medroso para muitas coisas: medo de rejeição, medo de ser magoado... muitos medos. Porém não tive medo ao me descobrir soropositivo pois me informei muito a respeito até sair o resultado do exame, e vi que já não era mais um bicho de 7 cabeças.
Temos medo do desconhecido, medo de experiências traumática se repetirem, medo de ter medo.

Acabei divagando pelo medo quando não era essa a minha intenção... será que ando com medo de algo e ainda não me dei conta???

De qualquer maneira, o motivo desse post foi que ao responder e-mails hoje me veio a cabeça uma música que cantei há muitos anos atrás quando fazia parte de um coral.
Parei para pensar na letra, no seu sentido. Há época em que foi escrita dizia respeito à ditadura, contudo, para mim a arte perde seu dono no momento em que é "parida", passa então a ser de domínio daqueles que a recebem, da forma que recebem, passando a ter milhares de sentidos diferentes daqueles que o artista pretendia.

Passei um final de semana cansado, sem querer sair de casa. Peguei uns filmes para assistir na locadora (muitos de terror que adoro e não tenho medo algum, e outros bem leves pois não me sentia muito feliz... talvez seja o dia das mães e o fato de eu estar geograficamente distante da minha, porém nada de terrível) e acabei passando a tarde de sábado e o dia de domingo meio que trancafiado em casa.

Ando meio cansado, um cansaço emocional que ataca o físico... estresses de trabalho que acabam me afetando. Contudo há de melhorar essa semana com o meu retorno à academia que me faz muito bem.

Temos que buscar sempre as coisas que nos fazem bem, pois não há como tirar o estresse do dia-a-dia, porém há como lidar com ele, e isso é de extrema importância pois gera impacto direto na nossa saúde e imunidade.

Enfim, estava pensando na música, como me sentia hoje meio para baixo. Porém algo fantástico nessa vida é que as surpresas estão sempre por vir, e um dia de melancolia não significa uma semana e muito menos uma vida de melancolia.

Pensei em como a vida muda, gira, roda. Como senti esse música há uns 15 anos atrás e como a senti hoje pela manhã.

Sei que agora estou me sentindo mais ou menos, porém tenho a certeza de que amanhã de manhã, após a academia, quando chegar ao trabalho, vou encontrar uma pessoa fantástica que é a minha recpcionista/telefonista, que vai me dar um bom dia com um sorriso fantástico, alegre e sincero, que vai me contagiar e me deixar bem! O resto do dia vejo como acontece...

É impressionante como algumas pessoas possuem o dom de contagiar com alegria. São essas pessoas que devemos procurar, devemos ficar rodeados delas, pois assim o mundo é mais alegre, mais belo.
Afinal de contas, nada como um dia depois do outro e uma noite no meio.

A questão é: dificilmente alguém é alegre todos os dias, mas um dia de tristeza não deve ser "curtido", deve ser encarado como passageiro, pensando em que surpresas pode a VIDA nos trazer amanhã.

Aqui segue a letra da música:

Roda Viva
Chico Buarque
Composição: Chico Buarque

Tem dias que a gente se sente
Como quem partiu ou morreu
A gente estancou de repente
Ou foi o mundo então que cresceu...
A gente quer ter voz ativa
No nosso destino mandar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega o destino prá lá ...

Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...

A gente vai contra a corrente
Até não poder resistir
Na volta do barco é que sente
O quanto deixou de cumprir
Faz tempo que a gente cultiva
A mais linda roseira que há
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a roseira prá lá...

Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...

A roda da saia mulata
Não quer mais rodar não senhor
Não posso fazer serenata
A roda de samba acabou...
A gente toma a iniciativa
Viola na rua a cantar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a viola prá lá...

Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...

O samba, a viola, a roseira
Que um dia a fogueira queimou
Foi tudo ilusão passageira
Que a brisa primeira levou...

No peito a saudade cativa
Faz força pro tempo parar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a saudade prá lá ...

Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração

8 comentários:

Flor disse...

Vivemos coisas diferentes, em momentos diferentes, mas com sentimentos parecidos. É isso mesmo: a vida dá voltas. Às vezes estamos por cima, às vezes por baixo, mas o importante é nunca perdermos de vista o fato de que a nossa postura influencia a nossa realidade; a forma que encaramos o momento pode fazer dele melhor ou pior. Um abraço!
Meu blog: www.animando-c.blogspot.com

Positivo Sim disse...

É isso mesmo Flor.
A vida é feita de momentos, e como eu previ, o dia de hoje começou diferente de ontem e alguns minutos após chegar no meu trabalho estava já com um sorriso no rosto.
Um grande abraço

Positivo Sim disse...

É isso mesmo Flor.
A vida é feita de momentos, e como eu previ, o dia de hoje começou diferente de ontem e alguns minutos após chegar no meu trabalho estava já com um sorriso no rosto.
Um grande abraço

Anônimo disse...

Também para sua mãe o dia foi incompleto. Ainda que se tenha muitos filhos, cada um é TUDO e quando estão longe um dia especial fica um tanto triste.

"Temos que buscar sempre as coisas que nos fazem bem"
Gostei muito de ler essa frase, pois mostra que você está se cuidando, se equilibrando num dia mais difícil. Um abraço muito carinhoso para você, de uma mãe muito positiva.

Anônimo disse...

ola. procurou um portador de HIV que tenha contraido na adolescencia que esteja disposto a colaborar num estudo que estou a realizar. a colboraçao consiste em responder a uma entreevista por mail, portanto sera no anonimato. obrigada

Anônimo disse...

desculpem esqueci-me de deixar contacto e tambem de agradecer a disponibilidade do produtor do blog espero que me possa ajudar obrigada

ines_vargem@hotmail.com

Artes by Regina disse...

Que bonitos ojos tienes!

Positivo Sim disse...

Obrigado Regina!
:)
Beijos