Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
positivosim@gmail.com Sou um cara normal, que contraiu o HIV em uma relação homossexual monogâmica (ao menos da minha parte). O resto vai ser postado aqui nesse blog...
Google
 

domingo, 19 de julho de 2009

Paixão

Antes de qualquer coisa quero pedir desculpas às pessoas a quem não respondi, mas estou encontrando alguns problemas na página ao tentar. Espero que normalize nos próximos dias.
Enfim, resolvi escrever esse post, pois tenho sentido que alguma coisa estava faltando em mim. De repente me vi completamente desmotivado, não sabendo o que fazer com o resto do dia quando não estava trabalhando ou estudando. As distrações antigas não mais faziam sentido.
Ontem percebi o que ocorre: falta de paixão!
Acredito que TODOS precisam disso para atingir a felicidade.
Quando digo paixão não me refiro a uma pessoa. Vivo sozinho bem, porém obviamente me sinto melhor se acompanhado. Contudo, não acredito em estar com alguém por precisar dessa pessoa, porém de estar junto porque é melhor estar com do que sem. Estar junto porque se quer e não porque se precisa.
Estou sozinho e isso não é algo que me afete tanto.
Voltando ao foco: a paixão.
Estava vendo um documentário esse final de semana sobre um grupo que sai em seu barco atrás dos grandes baleeiros japoneses se arriscando para evitar a matança. Quanta paixão vi naquela causa. No mesmo momento me imaginei naquele barco sofrendo as mais diversas situações, porém com uma paixão absurda.
Tenho uma formação meio estranha, fiz duas faculdades completamente distintas, caminhei um tempo pelo mundo das artes e possuo as mais diferentes paixões.
Atualmente trabalho em um projeto gigantesco, cujo sentido é realmente apaixonante, porém não trabalho na ponta, mas no gerenciamento. No momento tudo está ainda engatinhando, acredito que dentro de alguns meses estarei mais próximo da paixão que ele pode me proporcionar.
Escuto músicas das minhas aulas de yoga e dança aérea que me despertam antigas paixões, que me fazem sentir aquilo que estou precisando.
Acho que não preciso de tudo aquilo que me apaixona para ser feliz. Se isso fosse verdade estaria fadado à infelicidade, pois são tantas coisas diversas que me apaixonam que precisaria de umas cinco vidas no mínimo para ser feliz. Contudo, acredito que devamos procurar ainda que nossas pequenas paixões para dar mais sentido à vida. E assim o farei.
O que para muitos pode parecer pouco para outros é enorme. Sou um maníaco por aquários. Adoro criar peixes, reproduzi-los e vê-los crescer. Principalmente aqueles que cuidam da prole ou que a procriação seja muito rara.
Brevemente pretendo adquirir um aquário do tamanho suficiente para poder continuar com uma das minhas paixões, já que outros animais não são possíveis na minha vida atualmente, e tampouco alguns hobbyes e atividades.
Acredito que algo assim, por mais absurdo que possa parecer, pode fazer uma diferença enorme e trazer mais paz, conseguir desligar a cabeça dos problemas e realmente trazer felicidade.
Não sei se isso fará sentido para alguém, mesmo porque é uma questão muito pessoal, porém, espero que entendam o conceito e que possa trazer alguma reflexão.

7 comentários:

Anônimo disse...

E aí, bonitão, fico feliz de ver que está se divertindo, amadurecendo e crescendo em seu novo habitat... um aquário é uma boa pedida - vc vai gostar! Cuide bem dos peixinhos!

Anônimo disse...

Oi queridão, acho que vc tá coberto de razão. compre seu aquário e também cultive outras coisas que lhe dam prazer todos os dias. se jogamos a nossa motivação em poucas coisas, quando uma delas falha deprimimos, pois tem pouca coisa para se apegar. Fique bem! beijo!

Positivo Sim disse...

Estou só aguardando um tempo para me equilibrar financeiramente :)
O meu aquário não pode ser pequeno por conta dos peixes que gosto de criar, e os equipamentos precisam ser top de linha para não haver problemas quando precisar viajar a trabalho.
Beijo grande

wanderlust disse...

Olha, dou a maior força para tudo, sempre disse e hoje reafirmo com mais certeza: precisamos ter muitas razões para sair da cama e viver cada dia. Precisamos ter muitas paixões, senão viveríamos apenas em função das nossas obrigações. Estou contigo e não abro! Abraço forte. W

Positivo Sim disse...

É isso mesmo wanderlust. O pior é que após escrever isso, deixei minhas obrigações tomarem conta de tudo. Resultado: somatização.
Abraços

Deco br disse...

Heterosexual; recentemente contaminado. estava me sentindo super bem até que me apaixonei e ela tbm- namoramos 15 anos atrás e reencontramos. Mas tive que falar com ela antes de ficar envolvida de mais, e depois disso,o fato de não poder amar uma mulher,,etc me deixou muito mal; perdi toda motivação; estou abrindo uma escola de idiomas próximo mês, mas estou sem vontade de viver.

Positivo Sim disse...

Deco br,
sugiro que você procure um terapeuta ou psiquiatra.
Conheço casais sorodiscordantes (um é soropositivo e o outro não), que estão juntos há anos.
Não é motivo para não querer mais viver.
Encare como uma dificuldade a superar, que te dará vontade de viver intensamente!
Abraços