Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
positivosim@gmail.com Sou um cara normal, que contraiu o HIV em uma relação homossexual monogâmica (ao menos da minha parte). O resto vai ser postado aqui nesse blog...
Google
 

domingo, 20 de dezembro de 2009

Eremita

Estou terminando esse final de semana como completo ermitão. Um bernardo eremita fechado em minha concha/casa:
land-hermit-crab
Literalmente não saí de casa nem por um minuto. Comecei a me questionar se isso era saudável, mas acho que algumas vezes preciso estar apenas comigo.
Arrumei meu aquário, minhas plantas, vi mais de 1000 e-mails que estavam me esperando e acumulando por falta de tempo. Acho que eram 1450 ou algo absurdo assim! Assisti alguns filmes na TV. Revi um ótimo, baseado em fatos reais, que por trás de tudo mostra que as pessoas não são simplesmente boas ou más, corta essa visão maniqueista tão clichê no cinema e tv:
Infamous
infamous
Sinopse: Truman Capote é um escritor e jornalista bastante famoso entre as celebridades. Quando lê uma reportagem no jornal sobre um assassinato coletivo numa pequena cidade no Sul dos EUA, resolve fazer uma investigação que, mais tarde, transforma-se em sua obra prima literária, o livro A Sangue Frio. Durante as investigações, Capote desenvolve uma amizade profunda com os assassinos, Perry Smith e Dick Hickock, enquanto os entrevista no corredor da morte. Baseado em livro de George Plimpton.
Resolvi arrumar o interior. Em breve natal e ano novo com família, uma semana depois anos novos, e com isso nova meta de vida.
Resolvi encarar minha vida de outra forma, pois meu trabalho estava me desgastando muito. Tive diversas vezes vontade de largar tudo e voltar para o Rio de Janeiro, mas e aí, como seria?
Muitas vezes precisamos abrir mão da nossa vontade imediata pensando no que será melhor no futuro. De nada adianta um trabalho que te dá um salário mas te tira a saúde, mas será que largar é a solução?
Talvez o simples fato de tentar fazer com que as coisas do dia-a-dia não te atinjam tanto já é uma solução, ao menos a curto prazo.
Não sou uma pessoa de guardar rancor, mas essa semana eu senti muita raiva no trabalho, mas muita mesmo… lembrei então de uma frase fantástica e percebi que era apenas raiva mesmo, e não ódio (quando você odeia, o único que sofre é você, porque a maioria das pessoas que odeia não sabem e as demais não se importam):
“When you hate, the only one that suffers is you, because most of the people you hate don’t know it and the rest don’t care. ”
[Myrlie Evers, Ghost of Missisipi]
Fantasmas do Passado (Ghost of Mississippi)
ghosts-of-mississippi-DVDcover
Sinópse: Myrlie Evers (Whoopi Goldberg) é a viúva de um líder negro dos direitos civis, que tenta, quase 30 anos depois sua morte, colocar na cadeia o assassino do seu marido, Byron De La Beckwith (James Woods). Byron já foi julgado duas vezes, mas nenhuma pena lhe foi imposta. Porém agora a viúva conta com a ajuda de um promotor branco (Alec Baldwin), que ironicamente é genro do juiz que presidiu os dois julgamentos anteriores e sempre teve fama de ser racista. A atitude do promotor coloca seu casamento em crise, mas ele decide não recuar.

7 comentários:

Shiva disse...

É mesmo. Ódio, raiva, rancor, só apodrece o corpo por dentro. Às vezes temos raiva por coisas tão bestas que se nos olhássemos de fora, riríamos. Eu já deixei dois empregos por não me sentir parte do trabalho e algumas vezes sentia raiva. Nesse caso, um sentimento negativo devidamente controlado me ajudou e muito a sair de lá. Passei em outro concurso e piquei a mula. Espero que seus sentimentos te ajudem a esclarecer seus pensamentos. Estão todos dentro do mesmo corpo e dividem a responsabilidade pelas nossas ações.
E não se enclausure. Saia e veja o sol!
Abraços!

Positivo Sim disse...

Shiva,
tu tens toda a razão.
Mas nesse final de semana precisava esquecer o resto e olhar paradeentro da minha concha. Assim o fiz.
Em breve estarei no Rio e muitos passeios ao Sol (da manhã ou final da tarde é claro), mesmo porque sem Sol não há absorção de vitamina D. rs...
Abraços

Stella Halley disse...

Parece que a frase é do ativista pelos direitos humanos assassinado, Medgar Evers, citada no filme pela esposa. Grande filme, grande homem!

Stella Halley disse...

Gosto muito de suas sinopses. Captam o essencial que define o filme.

Feliz 2010! Que você consiga tudo o que te fará bem! Um abraço,
stella

Rafa disse...

Olá, primeiramente gostaria de parabeniza-lo pelo Blog. Comecei 2010 com a noticia de que meu exame deu reagente para HIV, fiz um novo exame e aguardo o resultado até dia 20 de janeiro.
A minha primeira reação ao ouvir a médica me dar a noticia, foi me esperar uma noticia melhor no proximo exame, mas acima de tudo cuidar das pessoas que eu amo. Não tive medo, não chorei, nem lamentei.Cheguei em casa e contei imediatamente ao meu parceiro e pedi para ele tb fazer o exame. A segunda coisa que fiz foi buscar informações e encontrei seu blog e mergulhei "na sua vida". O que foi bem esclarecedor em muitas coisas, e pode ajudar em alguns conflituos que possam vir a fazer parte de minha vida , quem sabe?

Positivo Sim disse...

Obrigado Stella, mas eu atualmente só adiciono alguns comentários às sinópses. Costumo buscá-las junto aos filmes.

Positivo Sim disse...

Obrigado Rafa.
Você fez a coisa certa. Nada de desespero, porém busca de informações.
Tudo o que não precisa é de estresse no momento.
Grande Abraço